Políticas

Dispara a Rejeição a Haddad no 2º Turno diz Ibope

Dispara a Rejeição a Haddad no 2º Turno diz Ibope. Segundo pesquisa Ibope/Estado/TV Globo divulgada nesta segunda-feira, 15/10/18, 47% dos eleitores dizem que não votariam “de jeito nenhum” em Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição presidencial. Por outro lado, 35% do eleitorado afasta a possibilidade de votar em Jair Bolsonaro (PSL).

Na pesquisa, Bolsonaro tem 59% das intenções de votos válidos e Haddad aparece com 41%.



O Ibope levantou o potencial de voto de cada um dos dois candidatos que disputam o segundo turno da eleição. Somando a quantidade de pessoas que votariam “com certeza” e as que “poderiam votar” em Bolsonaro, o potencial do candidato chega a 52%. Já o do petista é de 39%.

Candidatos à Presidência Jair Bolsonaro e Fernando Haddad REUTERS/Ricardo Moraes/Amanda Perobelli

Entre os entrevistados, 41% declaram que “com certeza” votariam em Bolsonaro para presidente, enquanto que 35% dizem que não votariam nele “de jeito nenhum”. O porcentual respondendo que poderia votar no candidato do PSL é de 11%. No levantamento, 11% dos eleitores não o conhecem o suficiente para opinar e 2% responderam não saber se votariam em Bolsonaro.

Pesquisa Ibope registra 47% de rejeição de Haddad

Com Haddad, acontece o inverso: há mais eleitores afirmando que não votariam nele de jeito nenhum do que pessoas declarando voto fiel no petista.

Na pesquisa, 47% das pessoas afastam a hipótese de votar em Haddad no segundo turno, enquanto que 28% dizem que votaria nele “com certeza”. O porcentual de entrevistados que “poderiam votar” no presidenciável do PT é de 11%. Entre os entrevistados, 12% das pessoas afirmam que não o conhecem o suficiente para opinar e 2% dos eleitores se dizem indecisos sobre um voto no petista.

Dispara a Rejeição a Haddad no 2º Turno diz Ibope

Recorde em 2018

Nas pesquisas anteriores realizadas pelo instituto, Bolsonaro chegou a alcançar o índice de 46% de rejeição, em 24 de setembro — superado agora por Haddad. Já Haddad atingiu rejeição máxima de 38% durante a campanha do primeiro turno, na pesquisa de 1º de outubro.

O petista começou a corrida eleitoral com 23% de eleitores afirmando não votar nele de jeito nenhum, após ele ser escolhido candidato do PT ao Planalto no início de setembro. O capitão da reserva tinha 44% e se manteve nesse patamar com pequenas oscilações no primeiro turno.

Outro aspecto apontado pelo levantamento de ontem aponta que os eleitores de Bolsonaro são os mais convictos neste segundo turno. Entre os ouvidos, 41% afirmam que vão votar no ex-militar “com certeza”. Haddad, por sua vez, tem 28% dos eleitores convictos.

A pesquisa foi realizada no sábado, 13, e no domingo, 14 e ouviu 2.506 votantes. A margem de erro estimada é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. Encomendado pelo jornal O Estado de S.Paulo e pela TV Globo, o levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01112/2018.

Imagens: Istoé



 
Compartilhe Agora:
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.