Notícias TV e Famosos

Empresa ligada ao ministro Eliseu Padilha é investigada por receber sem prestar serviços

A tentativa de ajudar a Explorer Call Center a fechar contratos junto a uma operadora de telefonia foi comprovada pela Polícia Federal durante investigações da Lava Jato, por meio de mensagens de texto enviadas pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha. A empresa funciona em um prédio que é propriedade de Padilha, em Porto Alegre. Auditores do Tribunal de Contas, analisaram o vínculo da empresa com a Companhia Rio Grandense de Saneamento e encontraram fortes indícios de pagamento por serviços não prestados, no valor de R$ 900 mil.

Empresa ligada ao ministro Eliseu Padilha é investigada por receber sem prestar serviços
5 (100%) 92 votes
Compartilhe Agora:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.