Políticas

Marina reafirma que “Há 4 anos eu digo que a eleição de 2014 foi fraudada”

Marina Silva comentou no Twitter a notícia de que o PT gastou R$ 1,4 bilhão para eleger e reeleger Dilma Rousseff, de acordo com a delação de Antônio Palocci.

A candidata da Rede nas eleições 2018, Marina Silva, aproveitou a delação premiada do ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci para criticar o PT nesta segunda-feira, 1º.

A presidenciável disse que as declarações comprovam que a eleição de 2014 foi fraudada, como ela sempre defendeu. A presidenciável afirmou ainda que o partido ao qual foi filiada por 24 anos não faz autocrítica e é responsável “por essa tragédia” que o País vive.

Marina reafirma que "Há 4 anos eu digo que a eleição de 2014 foi fraudada”

“Há quatro anos eu digo que a eleição de 2014 foi fraudada com dinheiro de corrupção. A delação de Palocci detalha como e por quanto. O partido responsável por essa tragédia ética, política e institucional agora está fazendo de tudo para voltar ao poder, sem nenhuma autocrítica.”

Participe da Enquete:
Qual o seu candidato a Presidente? clique aqui.



Marina comentará também o papel de Lula como mandante, segundo Palocci, da arrecadação e do uso ilícitos do dinheiro do petrolão?

Marina Silva foi ministra do Meio Ambiente de Lula de 2003 a 2008, quando deixou o governo por divergências com colegas de Esplanada – principalmente, Dilma, então ministra da Casa Civil. No ano seguinte, a presidenciável deixou o PT. Em 2014, foi duramente atacada pela campanha da petista, que acusou-a de tirar comida do prato dos brasileiros ao defender a independência do Banco Central.

fonte: O Antagonista

 
Compartilhe Agora:
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.