Alimentação Saúde

Você sabe o que são ácidos graxos essenciais?

O que são ácidos graxos essenciais? Entenda por que consumi-los: Salmão, óleos, folhas verde-escuras e oleaginosas são alguns alimentos que ricos em ácidos graxos essenciais. Desde o momento em que acordamos até a hora que vamos dormir consumimos os ácidos graxos essenciais – que no passado eram conhecidos como vitamina F.

Você sabe o que são ácidos graxos essenciais?

Isso porque esse componente é facilmente encontrado na nossa alimentação, estando presente, por exemplo, no pão que comemos de manhã, na salada do almoço ou mesmo na fruta do lanche. Ainda assim, muita gente não sabe a sua importância para a saúde, dando preferência a comidas que sejam ricas em outros nutrientes.

Se você se reconheceu nesse caso, saiba por que é importante começar a repensar seus hábitos alimentares.

O que são ácidos graxos essenciais?

A primeira dúvida que muita gente tem é se os ácidos graxos são o mesmo que gordura. Bem, mais ou menos. Na verdade eles contribuem para a formação da gordura, seja ela saturada, insaturada ou trans. Entre essas categorias temos as poli-insaturadas, que muitas vezes são feitas por ácidos graxos essenciais.

O nome é bem sugestivo porque ele indica aqueles nutrientes que não são produzidos pelo nosso corpo, mas que ainda assim necessitamos para viver bem. Portanto, eles precisam estar presentes na nossa alimentação.

Dentre diversos tipos de ácidos graxos essenciais, os mais famosos sem sombra de dúvidas são os ômegas 3 e 6. O 9 não entra nessa categoria porque é produzido pelo nosso corpo a partir da ingestão dos dois primeiros. Já os outros tipos possuem nomes menos conhecidos, mas ainda assim são muito necessários para o nosso corpo.

Por isso, não há motivos para temer a ingestão de gorduras, ainda mais as poli-insaturadas, já que sem muitas delas o seu corpo não só não funciona de maneira apropriada como pode sofrer com diversos problemas. Déficit desses nutrientes pode ocasionar em, por exemplo, problemas no coração e nascimentos prematuros.

Benefícios de seu consumo para a saúde.

Além de sua ausência acarretar em alguns problemas, a presença de ácidos graxos essenciais é altamente benéfica para a saúde. Dentre algumas vantagens de seu consumo podemos destacar que eles auxiliam o crescimento muscular enquanto evitam problemas nas articulações, algo que é bom não só para quem pratica exercício mas também para pessoas mais velhas. Além disso, ajudam a diminuir o colesterol ruim (LDL) e ajudam na transmissão de impulsos nervosos, evitando problemas neurológicos.

Alimentos ricos em ácidos graxos essenciais que você precisa ter na sua dieta. 

Mas onde encontrar alimentos ricos em ácidos graxos essenciais? Bem, antes de mais nada é preciso lembrar que seja lá qual o produto que você for comprar, em seu rótulo estará escrito que ele é rico em gorduras. Fique apenas atento para não consumir a trans, que está presente apenas em alimentos processados e não traz nenhum benefício ao nosso corpo.

Lembrando que a gordura poli-insaturada é um tipo de insaturada, e é essa que será mencionada na embalagem do produto. Mas como as variações são muitas, o ideal é que você saiba exatamente quais são os alimentos que possuem boas quantidades de ácidos graxos essenciais para não acabar levando gato por lebre.

Dá uma olhada em alguns deles:

Peixes – Um dos alimentos com maior concentração de ômega 3 sem dúvida é o peixe, especialmente os de água salgada. Entre os que possuem grandes quantidades desse ácido graxo essencial temos a sardinha, o atum, o salmão e o arenque.

Sementes de chia – O maior exemplo de que o consumo de gordura não necessariamente irá impedi-lo de perder peso é a chia. Pois é, já que ela é rica em ômega 3 isso significa que possui grandes quantidades de gorduras poli-insaturadas. Só que além de muito nutritiva ela ainda traz aquela sensação de saciedade, que fará com que quem a consuma coma menos. Consequência: emagrecimento.

Óleo de soja ou de girassol – Além de também ser um ácido graxo essencial, o ômega 6 também ajuda o nosso corpo a produzir ômega 9, que permite que o nosso organismo trabalhe melhor. Embora seja muito encontrado em óleos em geral, é importante destacar ao expor essa gordura vegetal a altas temperaturas ela perde as suas propriedades positivas. Portanto, fritar nem pensar.

Folhas verde-escuras – Seja espinafre, couve, brócolis ou mesmo rúcula, a verdade é que folhas com essa coloração são não apenas fontes de vitaminas e minerais como também muito ricas em ácidos graxos essenciais. Por isso, se até agora não tinha nenhum alimento que você fosse consumir diariamente, eles são a sua chance de deixar a salada mais nutritiva.

Oleaginosas – Nozes, avelãs, amêndoas, castanhas… Todas elas fazem parte do grupo das oleaginosas, alimentos que além de muito ricos em ômega 3 ainda atuam como antioxidantes, auxiliando o seu corpo a evitar e combater doenças.

Se você gostou deste artigo compartilhe com sua família e amigos, obrigado!


Visite nossa fan page >> A Natureza e Seus Mistérios 

*Lembre-se que sempre se faz necessário o acompanhamento de um profissional da área de saúde. As informações aqui dispostas neste post têm caráter meramente informativo, não podendo ser fonte ou eventual substituto de diagnóstico médico. Sempre consulte um profissional de saúde – médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas.

Atenção: Os remédios naturais também apresentam efeitos colaterais diversos, já que cada organismos reage de um jeito diferente de outro.

Isenção de responsabilidade: este site não fornece diagnóstico médico, aconselhamento ou tratamento.

 
Compartilhe Agora:
Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.